Páginas

sábado, 13 de julho de 2013

Receitinhas antigas parte 2...que saudades de vovó Rocha!!!

Bom dia a todos!!!!

Hoje acordei com um pé na cozinha. Acordei com muita vontade de fazer algo especial e lembrei de ir no meu pequeno acervo de livros e caderninhos de receita. Olhando daqui pra lá, vi um livrinho que guardo com muito carinho, pois foi de vovó Rocha, minha vovó adotiva.
Vovó Rocha faleceu quando eu tinha 16 anos. Como ela não tinha parentes, minha mãe e meu pai fizeram amizade com ela quando ainda eram solteiros e acabaram se tornando os filhos que ela não tinha.
Lembro da canja de galinha que ela fazia e que na casa dela sempre havia milhões de guloseimas deliciosas. Quando assim queriamos, ela nos mandava na barraca de seu Ivo (uma especie de mercearia que vendia de lâmpadas a biscoitos) comprar broa de milho e guaraná. Eita tempo bom!!!

O motivo dessa conversa é que quando as coisas pessoais de vovó Rocha nos foram entregues, por sermos as pessoas mais próximas e ela ter desejado assim em testamento,  eu quis um livrinho promocional do fermento Royal datado em 1950 porque nele havia muitas receitas.
Eu já gostava de enfiar o nariz na cozinha da minha mãe. A divisão de sobremesas, por exemplo, já era comigo!!!

Vejam o livrinho:


Percebam como está velhinho, mas tem verdadeiros tesouros nele...
Aqui vão as páginas que me inspiraram a começar com meus bolinhos caseiros, sobre o forte, mas carinhoso, estimulo da minha madrecita:


Pra não ficar só falando, deixem que eu poste uma receitinha que sempre estava presente em meus primeiros passos na cozinha. Eu agradeço muito a minha mamãe por ter me permitido entrar em sua cozinha e aprender com prazer! Melhor ainda, ela me ajudou a exercer minhas maluquices culinarias...rs

Vamos lá

Bolo Ouro
Ingredientes:
6 colheres (sopa) de manteiga,1 1/4xícaras de açúcar, 4 gemas- não juntas,  1 colher (chá) de essência de limão (essência e aroma não são a mesma coisa!!!), 1 1/2 de farinha de trigo, 1/2 xícara de araruta (pode ser substituido por amido de milho, na época eu penei pra descobrir isso, pois não havia Mr. Google), 1 colher (sopa) de fermento, 1 colher (chá) de sal e 2/3 de uma xícara de leite.

Modo de preparar:
Amasse a manteiga até ficar cremosa. Incorpore o açúcar aos poucos. Junte as gemas uma a uma, batendo bem após  cada uma e, então a essência.

Penere separadamente a farinha e araruta, adicione o fermento e o sal. Peneire tudo junto 3 vezes . Junte-os à mistura inicial, alternando com o leite. Bata bem e para levar ao forno use uma fôrma baixa, levemente untada e leve a forno regular por 35 minutos.

Para encrementar, outra receitinha do mesmo livro:

Glacê de Chocolate
2 1/2 Xícaras de açúcar, 2 colheres (sopa) de leite, 2 colheres(sopa) de manteiga, 1/2 Xícara de cacau em pó, 1 pitada de sal.
Misture tudo junto e coloque sobre fogo baixo, mexendo até engrossar. Tire do fogo, bata até ficar morno e, então, espalhe-o sobre o bolo já frio. 

Que tal arriscar e me dizer como ficou??? Esse bolo foi o primeiro que fiz deste livrinho. Eu lembro que fazia no sábado à noite pra a sobremesa do domingo e meu pai ia na geladeira e comia todas as cerejas confitadas que eu colocava pra enfeitar...quando eu ia cobrar de meus irmãos o estrago na decoração do bolo, ele sorria com o canto da boca e se entregava!!! Tempo bom!
Se você tem filhos pequenos e consegue ter um alto limiar de tolerância a bagunça, faça com eles!!!Cozinhar com as crianças é legal. Ainda me lembro quando era solteira e fazia pudim de pão com minha sobrinha. Ela gostava de quebrar os ovos e eu tinha que catar a casca dentro do liquidificador...ahahaha.
 Eu não vou poder fazer, pois descobri que meus ovos orgânicos foram embora na omelete de antes de ontém...quem sabe uma das mamães não  faz e me manda um pedaço??? Afinal grávidas desfrutam de certos mimos...rs


Um comentário:

  1. ADOREI TUA RELÍQUIA, OBRIGADA POR COMPARTILHAR. UM ABRAÇÃO.

    ResponderExcluir