Páginas

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Formando o caráter de nossos filhos - Joel, Filho de Samuel




Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e tomaram presentes, e perverteram o juízo (I Samuel 8.3)




Quando ficou velho, Samuel designou seus filhos Joel e Abias para serem juízes sobre Israel em seu
lugar. Mas eles se tornaram corruptos, da mesma forma que os filhos de Eli (I Samuel 2.12). Não sabemos por que os filhos de Samuel agiram errado. Talvez o erro de Samuel tenha sido apontar novos juízes ao invés de esperar que Deus escolhesse o sucessor para o seu ofício.

Será que Samuel foi um mau pai? Talvez nunca saibamos. Não temos nem certeza se ele ignorava ou simplesmente se envergonhava do comportamento de seus filhos. Quando as pessoas exigiram um rei por causa da idade de Samuel e do caráter infiel de seus filhos, o profeta objetou só porque eles queriam um rei. Aparentemente não podia discutir as outras observações. Joel não é mencionado novamente em I Samuel.

Joel certamente não foi o primeiro filho incapaz de lidar com a posição e o prestígio que os pais têm. Temos que tomar cuidado para não nos culparmos pelos pecados de nossos filhos. Todavia, não podemos nos escusar da responsabilidade de moldar o caráter de nossos filhos.

Se seus filhos adultos não estão seguindo o que você lhes ensinou, não se culpe por algo que não é mais sua responsabilidade. Mas se seu filhos ainda estão sob o seu cuidado, saiba que o que você faz e ensina afeta-os profundamente por toda a vida.

Crie seus filhos no treinamento e instrução do Senhor!

Retirado do Livro: 365 lições de vida extraídas de Personagens da Bíblia, P.97.
Autor: Michael Kendrick



Nota da Blogueira: Há momentos em que penso como é breve a caminhada que temos com nossos filhos.Há tanto pra ensinar e aprender... Parece que os dias passam correndo! Que nossos dias sejam cheios da instrução do Senhor. Não apenas no culto domestico, mas que a Bíblia seja o arbitro a partir do qual ensinamos nossos filhos nas mais diversas situações, e assim lhes incutimos a forma cristã de pensar sobre as situações da vida. 

Quando vejo homens de Deus como Davi, Samuel e Eli tendo filhos que não temiam a Deus, eu temo em meu coração e quero usar sabiamente o meu tempo com os meus para que a partir de mim a semente do evangelho tenha espaço em suas jovens vidas. Quero que Cristo seja uma clara alternativa e que a partir dEle possam enxergar a vida. Não posso bater no peito e dizer que serei melhor que esses homens! Não posso achar que minha educação os levará aos céus, mas posso dar o melhor de mim e esperar na graça divina. Quero plantar a semente e esperar que a seu tempo os frutos venham…cada um a seu tempo!

Que nosso Senhor Jesus nos encha de sabedoria!


Um abraço cada dia mais materno de uma mamãe cheia de motivos para priorizar a família,

Ana Cláudia


Nenhum comentário:

Postar um comentário