Páginas

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Resolvi construir um lar em vez de limpar a casa neste novo ano

Vou postar um texto  do blog da Heidi St John- The busy mom. Aqueles que dominam a língua inglesa podem encontrar no link o blog original. Eu descobri esta autora ouvindo um podcast do programa de rádio do James Dobson. Gosto muito de ouvir áudios de mensagens, pois é possível aprender com elas enquanto fazemos milhões de coisas. Bom, o texto que posto a seguir é de uma autora chamada MacKenzie Monroe e figura originalmente no blog que falei. Quando li, pensei logo em compartilhar com as queridas que acompanham o blog. Segue o texto na integra, traduzido por mim (desculpem algum deslize):



Eu não sei sobre você, mas muitas vezes quando eu estou planejando minhas metas e resoluções para o ano novo isto inclui algo ao longo das linhas como...
"Este será o ano em que eu vou chegar em cima da minha meta de limpeza da casa e vai ficar tudo organizado!"
Mas, como muitas resoluções, dentro de semanas, o trabalho torna-se cansativo e aparentemente incontrolável e minha motivação diminui:
"Por que tudo isso se as pessoas vão 
simplesmente destruir tudo atrás de mim?"
"Eu me sinto como uma empregada!"
E antes que você perceba eu estou de volta onde eu comecei!
Eu quero que meu foco mude de fazer tarefas de limpeza a criar uma atmosfera!
Este ano, porém, estou ousando pensar sobre as coisas de forma diferente. Ao invés de me concentrar exclusivamente na limpeza e lista de tarefas do que precisa ser feito, eu quero reformular toda a idéia do que é que eu estou tentando fazer com toda essa limpeza e esforço. Eu quero que o meu foco mude de de executar tarefas de limpeza para criar atmosfera. Eu quero que a grande meta seja o centro da minha determinação.
Em vez de pensar: "Se alguém entra em minha casa eu não quero que eles vejam um único prato na pia!"
Eu quero transformar a minha exigência pensando em uma pergunta: "Se alguém entra em minha casa, como ele vai se sentir? O que ele vai não apenas ver, mas sentir o cheiro, ouvir, tocar e até mesmo sentir o gosto? "
É nesse ponto que eu vou me transformar  de uma funcionária em uma dona de casa. Me tornarei uma criadora de coisas belas, promotoras de paz e encantadoras. Eu decidi mergulhar totalmente na arte perdida de realmente construir um lar, um lugar de refúgio, onde as pessoas gostam de estar. Isso não significa que ele tem que ser impecável, mas sim, arrumado o suficiente para ser confortável e calmante para a alma. Isso não a torna menos trabalhosa, na verdade, a verdadeira economia doméstica exigirá esforço ainda extra, mas não é esforço fútil de tarefas domésticas sem propósito. É o trabalho duro de criar um ambiente que será para sempre gravado nas memórias das minhas crianças do que nossa casa era e é e deve ser.

COMO É QUE VAMOS FAZÊ-LO, Então?

É lindo falar, mas como é que vamos realmente fazer isso acontecer em todos os espaços de nossas vidas ocupadas? Bem, eu não tenho a pretensão de ser um especialista, por qualquer meio, mas aqui é o meu plano-
Delegar! Não espere para ser capaz de fazer tudo sozinho, a menos que você viva sozinha em paz! O trabalho duro e a responsabilidade são bons para as crianças. Ensine-lhes o valor agora de ajudar a manter as coisas limpas e arrumadas para criar um lugar no geral mais confortável para se viver. Ajude-os a encontrar a alegria na criação de uma bela morada com você.
Seja razoável! Com a expectativa de chegar ao topo de tudo em um dia, uma semana, ou talvez até mesmo um mês, pode frustrá-lo rapidamente quando se torna impossível.
  • Faça uma lista mestre para organizar metas que deseja realizar em sua casa e programá-las durante todo o primeiro trimestre do ano.
  • Divida a sua casa em tarefas de limpeza de modo que você faça um pouco a cada dia e não se deixe prender pela limpeza.
  • Crie momentos de "arrebatar e agarrar"  durante todo o dia quando todos param o que estão fazendo e rapidamente arrumam as coisas antes que eles saiam do controle.
São os 10 minutos aqui e ali que mantêm a organização manejável, não os episódios de limpeza longos de três dias.
Adicione a beleza! São os pequenos detalhes que fazem da casa um lar. Não fique tão preso a limpeza que você negligencie este importante pedaço do quebra-cabeça.
  • Acenda uma vela agradável  ou difunda alguns óleos essenciais-crie os perfumes que desencadeiam memórias de seus filhos de casa quando eles são mais velhos.
  • Adicionar um pequeno buquê de flores para sua mesa de cozinha.
  • Procure por um pouco de diversão,  arte para imprimir palavras livre no Pinterest que você pode colocar em quadros baratos e mostrar ao redor da casa. Você pode até dar um passo mais longo e pintar com spray os quadros numa cor bonita, festiva para a estação!
  • Obter um quadro emoldurado, ou até mesmo pintar uma parede inteira com pintura do quadro, e escrever palavras encantadoras e encorajamento para a sua família sobre ele. É super simples e você pode alterá-lo sempre que quiser!
  • Em vez de entregar os seus filhos um lanche rápido no período da tarde, retire alguns discos pequenos de doces (você pode escolher alguns em uma venda de garagem para) sirva-os com uma variedade de biscoitos e talvez até mesmo uma xícara de chá.
Faça pequenas coisas para tornar momentos regulares especiais e significativos.Realmente não é preciso muito mais esforço do que você teria colocado em coisas, mas um pouco mais de capricho extra pode transformar a maneira como a sua família pensa de casa e o que eles vão se lembrar no futuro.
O objetivo aqui não é ter nossas casas na capa da Better Homes and Gardens ou tornar-se um militante em defesa de nosso espaço. Trata-se de recuperar a perdida arte que as mulheres do passado orgulhosamente reivindicavam como própria. Caroline, de Little House em the Big Woods, mesmo, tingiu sua manteiga com o suco de cenoura, no tempo de inverno, antes de defini-lo em um molde decorativo para que ele tivesse a tonalidade adequada e desejável aos olhos. Ela não tinha muito e sua vida não era de forma extravagante, mas o que ela tinha, ela fez bonito apenas por uma questão de ser bonito. Esta foi a forma como ela abençoou sua família.
Que possamos ser como Caroline e graciosamente abençoar nossa família com alegria, quando fazemos as pequenas coisas  para eles, e nós, neste novo ano! Agora vão, e sejam abençoadas, vocês amáveis  donas de casa, vocês!


Nota da Blogueira: É por essa e outras razões que para muitas de nós vale a pena gastar tempo em casa. Lembro da minha amiga e irmã do peito Eliana. Uma eximia artista plástica! Um dia cheguei em sua casa, eu ainda solteira…Ela pegou uma taça de sua coleção que quebrou e transformou num belo enfeite com cachos de uva feitos por ela em biscuit! Ficou algo belo! Não era algo feio e brega, não! Transformar algo quebrado num adorno personalizado...Isso é fazer um lar e não ser uma arrumadeira, apenas. Por isso, minhas amigas quando alguém fizer que sua tarefa domestica pareça inutilidade, apenas sorria por dentro, e deixe estar, nem se ofenda, nem sinta diminuída… Quando você se sentir criticada por gostar de estar em sua casa e alguém achar isso monotonia, tenha a certeza que essa pessoa não sabe o quanto é desafiante e eletrizante tornar uma casa um lar. Pra mim pelo menos é!! Principalmente depois que a família cresceu, mas estamos na labuta por isto!
Um bonm dia a todos!!! 
Imagem: aboutmom.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário